segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Olvido - Mara Senna

Olvido

Um dia, já era agosto,
e eu nem me importava mais.

Mara Senna
do livro Luas Novas e Antigas

4 comentários:

  1. Que coisa boa a poesia provocar arrepios...Bj

    ResponderExcluir
  2. Olá Mara,

    Muito bacana o seu espaço de poesia. Voltarei mais vezes.

    ResponderExcluir
  3. Flávio, seja bem-vindo ao blog! Que bom que vc gostou!

    ResponderExcluir